Museu da Cerâmica Fachinetto

  • Texto
planta_pav_inferior.jpgplanta_terreo.jpgplanta_cobertura.jpgelev3.jpgelev.jpgint3.jpgint2.jpgSem título.jpg2.jpg3.jpg5.jpgbanco.jpg
Museu da Cerâmica Fachinetto

O projeto para o Museu da Cerâmica Fachinetto é um projeto realista em termos de custos e soluções construtivas, sem abrir mão da riqueza espacial e poética que um museu como este deve ter.

O museu possui uma área construída de 530m², sendo 330m² no piso superior e 200m² no piso inferior. Sua implantação tira partido da topografia do terreno uma vez que existe um desnível de 3m entre a parte mais alta junto à rua e a parte dos fundos, sugerindo quase naturalmente a adoção de pé direito simples no bloco frontal e duplo na parte posterior.

Este mesmo desnível, acentuado na região da rocha natural de basalto, está evidenciado no projeto como um grande corte – uma falha - que atravessa o terreno de lado a lado passando pelo interior do edifício. A intenção projetual foi pousar o edifício no terreno como ele é, sem grandes movimentos de terra.

O tijolo da cerâmica Fachinetto foi empregado como o material básico de estrutura e vedos de todo o projeto – paredes e colu­nas estruturais e paredes de vedação. Mesmo se pintado o tijolo, portanto, será a marca de personalidade do museu. O concreto foi utilizado somente nas fundações, vigas e lajes.



maquete física
guilherme tanaka

Ficha técnica

Autores
Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz

Colaboradores
Andre Villas Boas, Anne Dieterich, Anselmo Turazzi, Cicero Ferraz Cruz, Gabriel Carvalho, Gabriel Mendonça, Giulia Lucente, Guilherme Tanaka, Gustavo Otsuka, Harold S. Ramirez, Juliana Ricci, Julio Tarragó, Laura Ferraz, Luciana Dornellas, Pedro Renault, Roberto Brotero , Victor Gurgel e William Campos.

Projeto
2015

Área
577 m2

Local
Arvorezinha, RS, Brasil